Gestão que avalia e determina

Na noite da ultima sexta feira (24/03) o prefeito Ronaldo Gomes reuniu-se com seu secretariado e demais agentes da administração para por em pauta a avaliação dos três meses de gestão. O prefeito de forma muito compromissada procurou-se a ter de todos os assuntos gerenciados pelas pastas representadas pela sua equipe.
Foi discutido e revisado todos os levantamentos e as ações encaminhadas por cada secretaria e departamentos.
A pauta ganhou espaço de observação técnicas para o assunto da administração, do encaminhamento de atividades que assistam as carências e necessidades do nosso município e a população. Planejamentos foram feitos e determinações do gestor foram afinadas com data para a execução de cada um destes planejamentos, observando, é claro, o tempo dos processos licitatórios para cada assunto e a sua efetivação.
O Governo, na palavra do prefeito Ronaldo Gomes, não desconhece a realidade do muito que tem para ser feito, não porque deva satisfação à veículos de imprensa frustrados, repetidos, viciados e fardados ao fracasso. Mas porquê conhece suas obrigações e pretende fazer o melhor para a sociedade luzilandense, a quem deve satisfação.

Educação, saúde, assistência social, obras, e todas as outras secretarias devem andar juntas e por em prática seus compromissos e deveres. É claro, nas observações, o plano estratégico de governo, nas falas de todos, entender que a gestão deve vir do analítico para o sintético, ou seja: do geral para as unidades e nunca errar, indo da unidade para o geral.

A consciência deve ser, por exemplo, “Não posso ver um buraco na rua e generalizar para o todo”, isso é vício. O que deve ser feito é promover soluções “pautáveis”e práticas para solucionar os problemas sem previsão lusória mas obedecendo a ordem legal dos fatores. Esta é a vontade do gestor Ronaldo Gomes e do governo “Construir e Servir”.

Assessoria de Comunicação GML