O Contrário: À repulsa as mentiras. Agora: a informação precisa

Ao contrário do que alguns veículos tentam impor, tanto quanto depreciar a imagem do governo, existe um contingente de ações visíveis aos olhos de toda a população luzilandense. Não é estranha e nem duvidosa a realidade de ruas limpas e outras em processo de trabalho, prédios já sendo restaurados, escolas reformadas, pontes na zona rural refeitas, cemitérios públicos com moral de receber visitas, que antes era matagal. Todo um arcabouço que vivia a mercê do mais completo e absoluto abandono e  descaso de funções passadas.


A administração pública , é um trajeto complexo e burocrático. Existem muitos protocolos à serem obedecidos, por isso, muita coisa nem que se queira, pode acontecer de uma hora para a outra. O plano de gestão não é nada fácil, e por isso, às vezes, coloca o gestor numa posição complicada, principalmente quando este herda “embaraços”. Toda a demanda de serviço público, deve cumprir um papel utilitário com bases legais, não é como se tirar coelhos da cartola, nada em gestão é à base de mágica, mas de projetos sustentados com legitimidade. Não é só querer fazer, é ter consciência das legalidades dos atos, se esta não for a procedência, corre-se por tanto o risco de pecar no trabalho público e conduzir uma administração como as outras antecedentes, meramente viciadas de interesses próprios, por isso, talvez neste tempo passado, tudo fosse mais “fácil”, mas a palavra absorvida pelo prefeito Ronaldo Gomes é ” seriedade”, e não descontrole.
No entanto, há na lateralidade dos assuntos uma oferta sem procura, sensacionalismo barato, baixo e execrável, pretenso de “jornalismo”, mais que se traduz como um cortejo triste, viciado e politicamente mal intencionado, chicote de mandos de ex-chefes do poder, objeto do depreciável, que ora desfere golpes contra o governo de forma desrespeitosa, com implantes em veículo de comunicação à base da má fé, calúnia e difamação. Mas, os registros fotográficos gritam a força da verdade, e o passeio dos luzilandenses por sua majestosa cidade que nunca foi ex-luzilândia pode lhes conferir as provas de ações reais e incontestáveis.

Assessoria de Comunicação GML