Prefeito Ronaldo Gomes realiza Audiência Pública para tratar da Lei Orçamentária para 2018 em Luzilândia

Na manhã da última sexta-feira(20), foi realizada uma audiência pública, na câmara municipal de Luzilândia a pedido do prefeito Ronaldo Gomes, para tratar da Lei orçamentária do município para 2018 e do plano plurianual.

A audiência foi presidida pelo prefeito, que sucintamente falou o objetivo da audiência pública, e o motivo pelo qual solicitou a realização da mesma, mostrando a intenção de fazer um governo transparente para a população.
Estiveram presentes alguns vereadores que compõe o legislativo de Luzilândia, autoridades do Governo, representantes da SISMEL, representante da ACIL, membros do Conselho tutelar e populares.

A audiência pública foi explanada pelo assessor contábil da prefeitura Santídio Macêdo, que através de uma exposição em slide, apresentou a receita estimada para o município ao ano e as despesas previstas. Também expôs a despesa por função de governo, esclarecendo que os valores apresentados podem ser modificados, uma vez que alguns órgãos tiveram um orçamento abaixo do esperado, e outros nem foram orçados.
Embora tenha sido feito um convite através das mídias sociais e propaganda volante, o público foi inferior ao esperado, mesmo assim as discussões e debates durante a exposição demonstrou muito entusiasmo dos participantes.

Tanto os vereadores, quanto os representantes de classes se posicionaram e apresentaram suas dúvidas e algumas propostas para acrescentar a lei orçamentária para 2018, fizeram perguntas e também aproveitaram para fazer alguns pedidos ao prefeito.

O vereador Cristóvão Rodrigues, representando o legislativo expôs sua dúvida quanto ao recurso destinado ao meio ambiente, assegurando a insuficiência do valor para realização de trabalhos nessa área, uma vez que a importância do Meio Ambiente para a população é reconhecida por todos. O professor Raimundo Nonato, presidente e representando da SISMEL falou da importância de se cumprir o plano de carreira dos servidores municipais.

Assim cada dúvida apresentada, era esclarecida pelo assessor contábil, pelo prefeito ou pelo assessor jurídico do município Acelino Galvão, tendo em vista que algumas dúvidas eram também de cunho jurídico.
A audiência foi encerrada pelo prefeito, que afirmou que estará realizando outras audiências, para participação maior da população dentro das ações do governo, lamentou também o fato do público razoável, visto a importância do assunto para os moradores.

Assessoria de Comunicação