Cadastramento do Benefício de Prestação Continuada (BPC) no CRAS de Luzilândia

Atenção, idosos e pessoas portadoras de deficiência que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC). Para continuar recebendo o seu benefício será necessário se inscrever no Cadastro Único até 31 de dezembro de 2017.

Como se inscrever?

Para se cadastrar, o responsável pela família, que deve ter mais de 16 anos e não precisa ser o beneficiário do BPC, deve procurar um posto do Cadastro Único e do Programa Bolsa Família da cidade onde mora ou procurar o Centro de Referência da Assistência Social (Cras).

Em Luzilândia, a inscrição deve ser feita no Centro de Referência da Assistência Social que fica localizada na Avenida Presidente Vargas, em frente ao prédio da Guarda Municipal.

A inscrição no Cadastro Único, além de manter o BPC, permite o acesso a vários outros programas sociais, como a Tarifa Social de Energia Elétrica e a Carteira do Idoso.

O responsável pela família do idoso deve fazer o cadastramento, levando os documentos de todos que moram na casa.

Para fazer o cadastro é preciso levar o CPF de todas as pessoas da família. A inscrição pode ser feita até o dia 31 de dezembro de 2017. Para evitar filas, a orientação é que a inscrição seja feita no mês de aniversário do beneficiário.

Como receber esse benefício?

A família do idoso ou da pessoa com deficiência deve comprovar:

  • Ser incapaz de prover sua manutenção
  • A renda da família dividida pelo total de pessoas tem que ser menor do que um quarto do salário mínimo
  • O idoso deve comprovar ter 65 anos ou mais de idade (não é preciso ter contribuído para a Previdência)
  • A família do idoso ou da pessoa com deficiência deve estar inscrita no Cadastro Único e manter os dados atualizados sempre que houver modificação na família ou no período máximo a cada dois anos.

Todas essas informações são verificadas no momento do pedido do benefício no INSS.

Mais informações pelos telefones 0800 707 2003

CadÚnico

O cadastramento dos beneficiários e suas famílias no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal – CadÚnico – passou a ser requisito obrigatório para a concessão do benefício com a publicação do Decreto nº 8.805/2016 .

Essa inscrição deve ser realizada antes da apresentação de requerimento à unidade do INSS para a concessão do benefício.

Famílias já inscritas devem estar com o CadÚnico atualizado para fazer o requerimento no momento da análise do benefício.

É importante lembrar que também é requisito para a concessão do benefício a inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas – CPF do requerente e dos membros da família.

Informe-se no CRAS: o cidadão pode procurar o CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) mais próximo da sua residência para esclarecer dúvidas sobre os critérios do benefício e sobre sua renda familiar, além de receber orientação sobre o preenchimento dos formulários necessários.